quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Tá no jeito de olhar

Bruno e Marrone. Não sei se foi a influência goiana na minha criação, mas eu acho essa dupla muitíssimo bacana. Possuem músicas de todos os estilos: do romântico ao country e xote. Em Brasília, é incrível como lota um show deles. Cheguei a pegar mais de 3 ou 4 horas de congestionamento para ir da asa norte até a Granja do Torto. Nunca um show deles, na pecuária, não dá menos que 30 ou 40 mil pessoas. Muita gente bonita. Sempre vale a pena ir.

Bem, eu já estava morando aqui em Santa Catarina quando fiquei sabendo que teria show deles na Proeb (O pavilhão da Oktoberfest), em Blumenau. Falei pro meu vizinho Ulgo (não, vocês não leram errado... não é Hugo, é ULLLLLLLLGO mesmo), mas então, falei com esse boi do cú branco do show, e ele, que também é fã, já topou na hora!

Compramos o CD novo pra chegar lá com o repertório atualizado. Escutávamos todos os dias para decorarmos as letras. Estávamos prontos para o show.

Sábado a noite. O show começaria por volta das 22h. Chegamos as 20 e já fomos tomar uma gelada pra entrar no clima. Quando não foi minha surpresa que o show estivesse prestes a começar e no pavilhão C da Proeb, não tinham ainda nem 2 mil pessoas. (Talvez até menos, porque essa hora eu já tava meio bebinho e poderia perfeitamente estar enchergando pessoas a mais).

O show começou. Mais alguns chopps, e outros, e mais outros. Numa determinada hora, eu fui dar aquela corriqueira olhada em volta da gente com o objetivo de encontrar alguma guria mais bêbada que eu, onde poderia render alguma coisa. Do lado esquerdo, direito, virei para trás e...

Lá estava ela... mas olhando para o Ulgo...

Dei uma cutucada nele e disse: - "Disfarça, mas tem uma guria de verde que não tira o olho de você".

O Ulgo, com a delicadeza de um elefante já virou na hora perguntando: "Onde? Onde? Onde?"

Eu disfarcei e olhei pro outro lado, fingi dar tchau para um povo há uns 30 metros da gente. Até que ele virou de volta e disse:

- "Não, não, Bruno. Não é pra mim não, é pra você!"

Não acreditei! Será? Vamos ver... virei novamente... lá estava ela, charmosa, mas olhando pro Ulgo! Fiquei puto e falei pra ele:

-"Porra Ulgo, to dizendo que é contigo carái de asa!"

Ele virou. Me disse: -"Não, Bruno, é contigo!"

Então decidimos olhar os dois ao mesmo tempo, pra tirarmos a dúvida. E não é que ela tava olhando pra nós dois ao mesmo tempo!!! Quer saber como?

Ela era... vesga!!!

Nessa hora Bruno e Marrone começaram a tocar: Ta no jeito de olhar... estampado na cara... Eu não aguentei. Já tava pra lá de bebu e cai numa gargalhada sem tamanho. O Ulgo a mesma coisa! Não conseguíamos parar de rir. Pensei então: O que é um peidinho pra quem já ta cagado né? Vou até lá dar uma inticada!

Matei meu copo inteiro de chopp num gole só e fui! Percebi que ela também veio em minha direção! No meio do caminho, pensei em desistir, tentei deviar mas vocês já imaginaram o que aconheceu né? Isso mesmo, dei-lhe uma topada de frente que caiu um pra cada lado!

A vesga, puta da vida, gritou comigo:

- Você não olha por onde anda não??

Eu, bebu igual papagaio de crente, respondi a altura:

- E você? (irc) Por que você não anda por onde olha???

Ela não entendendo na hora (acho) mas tava brava que só o capeta! As vezes, contando ninguém acredita... mas acredito que outras dessas virão a acontecer...

Só lamento, mas...

O que será, será. Quem viver, verá!

0 comentários:

Postar um comentário